Ballet Clássico

O Ballet Clássico inicia com 7 anos de idade o 1º aninho e se forma no 8º ano.
Os princípios básicos do balé são: postura ereta; uso do en dehors (rotação externa dos membros inferiores), movimentos circulares dos membros superiores, verticalidade corporal, disciplina, leveza, harmonia e simetria. Para isso as turmas são divididas por idade e nível despertando um interesse maior e mais motivação para quem quer iniciar ou aperfeiçoar sua técnica.
Divisão dos níveis:

Estimulação a Dança – (1 a 2,5 anos)

Com a falta de tempo dos pais em estar presente o tempo integral com os pequenos, muitos passam a fase importante de gatinhar e logo saem caminhando. Os pais acham que os pequeninos são super dotados e aos 8 meses já estão andando, mas o que também estragam esse bebê, são os andadores. Precisamos estimular e fortalecer as perninhas, o equilíbrio dessas crianças, fortalecendo para que não cresça com as perninhas tortas, joelhos pra dentro, pés tortinhos evitam problemas futuros.

Baby Class – (2,6 a 4 anos)

Curso de iniciação a dança. Desenvolvimento corporal e social. Consiste em exercícios de coodernação, ritmo, desenvoltura, postura e iniciação musical, utilizando acessórios que permitam que a criança desenvolda suas habilidades e aptidões brincando. O primeiro contato com a arte do ballet classico deverá ser a mais sutil possível, visando apenas o bem estar do aluno, a magia que a dança nos traz e como a mesma nos fas­cina, totalmente lúdica e criativa, com aulas temáticas.

Pre Ballet – (5 e 6 anos)

O criança evolui por etapas. Na medida em que cada uma delas seja plenamente cumprida, a passagem para a seguinte será facilitada. É o primeiro contato com a dança conduzida e o alicerce, a base para iniciar os movimentos da dança com mais facilidade, maior precisão e desenvoltura, com disciplina e responsabilidade.

Ballet Infantil – Formação Clássica inicia a partir de 7 anos.

O Ballet Clássico nos leva a outros mundos e épocas. É uma dança milenar, com estrutura montada e trabalhada com métodos diferentes em cada País, porém a base é a mesma e a beleza se assemelham em cada movimento. O que diferencia é que com a modernidade conseguimos avaliar que cada método foi construída com base no corpo e estilo de vida dos Países e no Brasil por não ter uma metodologia e sim uma mistura de métodos, cada Escola trabalha o que se aprendeu nessa miscelânea.

Em 1700, Pierre Beauchamp construiu a base do academismo, quando também elaborou as 5 posições dos pés, transformando a arte do ballet na mais duradoura de todas as modalidades de dança.

Embora o ballet tenha nascido na Itália, foi a França que ficou conhecida como a pátria do ballet; por isso, os passos têm nomes franceses.

O que trabalhamos na escola:
Análises – são quatro provas durante o ano, para avaliar o desempenho do aluno. O desenvolvimento cognitivo e social.
Sala de Aula – é o local onde o aluno aprende e desenvolve sua técnica e o seu conhecimento através de aulas práticas, passando pelo fazer, analisar e aplicar.
Disciplina – Ênfase no respeito social (relações com o próximo) organização pessoal (cuidados com o material, uniforme) e acadêmica (cumprimento das tarefas solicitadas, pontualidade, ).
Workshops – A escola incentiva o aluno a por em prática o que aprendeu. Podem participar desta atividades na escola ou festivais.
Atividades Extras – São atividades necessárias, como espetáculo anual e apresentações em espaços formais e informais com a participação da comunidade e público em geral, para que o aluno constate a realidade, verifique-a e a experiencie, construindo o saber.

Participação em outras modalidades – A partir da experiencia em outras modalidades o educando pode construir, de forma mais elaborada, o seu conhecimento técnico e acrescentando conhecimento na dança e seus estilos, se tornando apto a formação profissional.

A participação dos pais, colaborando na elaboração do conhecimento de seus filhos é de fundamental importância para o trabalho que nos propomos a realizar em nossa Escola.

Ballet Clássico – 30+

Aulas de ballet adulto para quem sempre teve vontade de aprender.
Neste grupo todos podem praticar, independente dos anos, da silhueta ou da experiência.
Aula para quem não gosta de academia e querem fazer uma atividade física em prol da saúde.
As regras e normas de conduta de aulas, são as mesmas da aula de Ballet Clássico, porém com uma cobrança e exigência diferenciada, para quem não exige a formação e apenas a prática como hobby.

“O clássico adulto de hoje trabalha a consciência corporal no aluno. Aprendemos a lidar com os ossos e músculos do nosso corpo”.

Ballet de Repertório – (4° ano acima)

Ballet adulto após os 30, 40 e 50 anos.
São destinadas, as pessoas que já fizeram aula quando criança e querem voltar a fazer uma atividade física.
Neste grupo todos podem praticar, independente dos anos, da silhueta ou dos anos de experiência.

Aula para quem não gosta de academia e querem fazer uma atividade física em prol da saúde.
As regras e normas de conduta de aulas, são as mesmas da aula de Ballet Clássico, porém com uma cobrança e exigência diferenciada, para quem não exige a formação e apenas a prática como hobby.

Técnica de Ponta – (5º ano acima)

A técnica do pointe é um dos principais componentes do balé clássico, em que o peso do bailarino é suportado nas pontas dos pés, parecendo perfeitamento equilibrado, gracioso e leve. A aula consiste em fortalecer os pés, colo, tornozelo, pernas, joelho e preparar o aluno para um trabalho mais elaborado na ponta. São realizados baterias de aulas, com exercícios de força e agilidade.

Pré Ponta – (3° ano ou acima dos 09 anos)

Crianças a partir de 9 anos a 11 anos de idade.
Obrigatório aulas de 1h30 de duração, três vezes na semana. Essa aula é indicada, para fortalecimento dos pés, tornozelos, pernas. O sentido de responsabilidade com a sua própria vida e com as pessoas à sua volta está num período de transformação. Amadurecimento corporal, responsabilidade com a formação técnica e treinamento de habilidades com compromisso com a dança. As pontas ficam na Escola até passar a fase de euforia e terem consciência da maturidade que precisam adquirir.

Pas de Deux – (alunas do 4° ano acima)

Nesta etapa o trabalho é intenso, organizado e disciplinado, transformou-se em rotina. A Bailarina fará aula com um partner que saberá direcionar seu aprendizado no que lhe interessa, dentro da proposta dada pelo professor. O que já foi vivenciado pelo aluno, em outras etapas, agora, poderá fortalecer em treinamentos que o levarão a executar e dominar o que chamamos de virtuosismo técnico, junto com novas habilidades principalmente de equilíbrio e comprometimento ao partner que a conduzirá e se completam no palco.

Grupo Especial – (5 a 10 anos)

Alunas selecionadas pelas professoras, por presença e Dom Artístico. Alunas que tem um desempenho acima do nível pedido. Elas fazem uma aula a mai, visando treinamento de habilidades motoras diferentes da aula, para melhorar o nível técnico e aprimorar o conhecimento, formando bailarinas para Competição.

Diana Evans

On the other hand, we denounce with righteous indignation and dislike men who are so beguiled and demoralized by the charms of pleasure of the moment

Saiba Mais